28 de out de 2010

Ah, Pablo Neruda!


Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina,
Sê um arbusto no vale mas sê
O melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva
E dá alegria a algum caminho.

Se não puderes ser uma estrada,
Sê apenas uma senda,
Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas.


 ____________________________________________________________________________
Seja o melhor, no que quer que seja.

Assisti um filme sobre esse poeta Pablo Neruda, chamado "O carteiro e o poeta" esses dias.
Esse filme é muito interessante com um final espetacular. Te traz conhecimento sobre metáforas, comunismo, guerras e poesia.
Pablo Neruda era sem dúvida nenhuma, um poeta incrível que na sua época e até mesmo hoje, faz um sucesso fora do comum. Chegou a ganhar vários prêmios como o Nobel de Literatura.
Depois de ver o filme fiquei louca para encontrar algum livro de poesia dele ou então alguma biografia, mas até agora nada. Encontrei algumas poesias na internet e uma delas é essa aí de cima que diz tudo em poucas linhas.

Ah, esse Pablo Neruda me entenderia *-*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

\õ/