23 de mai de 2010

a MINHA felicidade


Até ontem eu pensava que para ser feliz fosse preciso ter uma pessoa ao nosso lado.
Sabe aquela pessoa? Aquela que diz que ama você, que te abraça, que te beija, que lembra de você antes de dormir?
Pensava que só assim podíamos ser felizes. Tendo um alguém com quem compartilhar as coisas, alguém que você pudesse lembrar quando sua mente viajasse, que pudesse confiar os mais sigilosos segredos e passar as horas ao seu lado como se o relógio não existisse. Um número de telefone sempre disposto a te atender, um ouvido sempre disposto a escutar, uma boca sempre disposta a distribuir doces e delicadas palavras.
Eu não tinha, aliás, não tenho nada disso.
E até ontem, eu desejava mais que tudo ter alguém do meu lado.
Eu me achava infeliz. Continha em mim, uma felicidade falsa, imaginária até.
Descobri que imaginária era essa minha percepção.
Essa de que precisávamos de alguém para ser feliz, para nos fazer feliz.
Para sermos felizes, basta o nosso sorriso.
Nos basta.
Eu quero ser feliz por MIM.
Quero ser feliz porque quero isso.
Quero ser feliz por me amar, por me dar valor, por me achar uma pessoa mérita dessa felicidade.
Não preciso de um homem pra isso.
Claro que tudo que vier para acrescentar mais alegria a este meu estado de espírito, melhor!
Então, amor, onde quer que esteja, será bem vindo quando chegar!
Mas por enquanto, estou me virando bem sem você ;)
E acabei por descobrir que o que eu sempre procurei, estava o tempo todo em mim.

"A alegria não está nas coisas, está em nós."
Johan Goethe

16 de mai de 2010

Ainda não tem nome.


Definitivamente...
... odeio PORQUÊS!

Poderia me explicar o motivo ( se existir) de termos que ter sempre um porquê, uma razão de tomarmos tal atitude?
A todo momento temos que dar satisfação dos nossos atos a alguém.
Quando estamos em casa, é para nossos pais;
quando saímos, para nossos chefes;
quando casamos, para nossos cônjugues e vira um ciclo vicioso.
Quero isso, farei isso e NÃO tem um porquê.
Aliás, tem sim!
Porque EU QUERO.
Sei que existem pessoas & pessoas.
Algumas nem entendem minha indignação por essa dependência.
Acostumaram-se com suas vidinhas subordinadas. Acomodoram-se.

EU NÃO.

O que eu quero é bem mais.
É mais do que ser dona do meu nariz, é mais do que fazer o que me der na telha, é mais do que não ter hora pra voltar pra casa.

" Liberdade é pouco. O que eu eu desejo ainda não tem nome."
Clarice Lispector

13 de mai de 2010

Piscar de Olhos ;]

Minha mente fervilha de idéias, tantos enredos que fabulosos que eu queria utilizar. Romances, dramas, contos que são dignos das fadas, tantas visões sobre o amor e a procura desse mesmo amor, saltam em minha mente.  Roteiros hollywoodianos para filmes melodramáticos cheios de sonhos impossíveis e amores inalcançáveis que no fim sempre tem aquele velho, bom e gostoso final feliz. Só que tudo isso, tem parado na barreira do piscar de olhos, eu tenho piscado e meu tempo se esvaído de mim.O meu ontem era hoje, o meu hoje já é semana que vem. O piscar está me deixando muitas das vezes no passado.
O piscar de olhos é como um retrovisor em que “enxergamos tudo ao contrário
Letras, lados, lestes, o relógio de pulso pula de uma mão para outra e na verdade... nada muda. A criança que me pediu dez centavos ontem é um homem de idade hoje...” isso tudo aconteceu, pois pisquei meus olhos...
Texto Extraído do bloog do Césaar *o*

x


juro que meu choro hoje não é futilidade.
nem criancice ou imaturidade.
é angústia.
de saber que vai ser assim pra sempre,  que a tendência é piorar.
que os papéis mudaram, e agora eu não tenho escolha.
que eu perdi muita coisa e ainda vou perder, mas é questão de prioridade, né?
eu não queria ser melhor nem pior, falo sério.
queria apenas mostrar quem eu sou por debaixo de tantas máscaras circunstanciais.

                                           (ý)

10 de mai de 2010


 " quando a gente gama, tudo são flores, amores e bla bla bla " ♪
" quando vira um drama então é um chora pra cá e um chora pra lá " ♪

Marjorie Estiano


HAHA'
Fato queridas!
Eu sei, pior que sei, que vocês detestam admitir que isso é a realidade.
Nós mulheres 'amamos', nos entregamos por inteiro e nos jogamos sem medo algum quando estamos apaixonadas.
Caímos em papinhos idiotas e promessas de felicidade e amor eternos.
E não é nem uma, nem duas, nem três vezes.
Somos idiotas? Não, só acreditamos que 'daquela' vez será diferente.
E aí depois, quebramos a cara, caímos em um poço que parece sem fundo e nos afogamos em nossas próprias máguas e lágrimas.
Nos refazemos depois de algum tempo, prontas pra outro amor, outra desilusão, outra mentira, outro cafajeste.
Até quando?
Até quando conseguiremos nos reerguer e cicatrizar as feridas?
Coração não é saco de pancada, e chega uma hora que ele não aguenta mais.
Dar o coração a bater não é sempre a melhor opção.
Quem se machuca é você mesma.

Adianta você ler isso aqui e concordar com tudo que eu disser?
Não.
A mudança ocorre a partir do momento que VOCÊ está disposta a mudar.
Se você não sair do lugar, não vai ser outra pessoa que fará isso por você.

=*

" eu entendi o sinal pelo seu jeito de rir pra mim " ♪



Será que quando estamos apaixonados os sinais são tão explícitos como dizem?
Que de tão escancarados, os únicos que não percebem, somos nós mesmos?
Será realmente que ficamos com aquela cara de perdidamente apaixonados, dispersos com qualquer borboleta que passe voando, com um sorriso bobo quando ouvimos alguma música melosa?

Os cientistas pesquisam tanto pra descobrir os efeitos que amor tem no nosso corpo.
Pra quê, eu lhes pergunto?
Se a mudança mais importante é vista aos olhos de qualquer um?
Qual a mudança?


aquela alegria irradiante de quem está amando com a mais sincera inocência

Não foi escolha, mas se fosse, escolheria


A vida me fez uma escritora. Isso foi me imposto "goela abaixo". Escrevo a vida e ela me escreve. Não pense que foi uma opção, pois se fosse, preferia ser como os outros. Seria mais fácil para adaptar, pra acomodar, pra levar. Mas não sei porquê cargas d'água sou assim!

A vida me fez uma estritora, sem escolha.
Não pedi pra ser assim.
Não escolhi demonstrar sentimentos através de palavras e só.
Não escolhi fazer dos meus textos, o meu expressar.

Mas se fosse questão de escolha, não pensaria duas vezes e escolheria!
Escrever é o que me faz viajar para lugares que muitos nem sonham chegar.

Mas descobri!
Demorei, mas descobri.
Que a vida me fez assim tal qual grande escritora ela é.
E como filho de peixe, peixinho é; ela espera o mesmo de mim.
Espera que eu, simplesmente (ou não), escreva.
Escreva vidas, vidas minhas, vida de outros, vida de vidas e assim são escritas.

Ela assim me escreveu, eu assim, a escrevo.
Esse é meu dever segundo ela, e contrariá-la eu não me atrevo.

Textos e textos de vidas escritas.
Expressões e momentos por vocês sentidas.
Acho que entenderam meu recado, então chega de rimas.

=*

8 de mai de 2010

Isso eu prometo a você!



Precisa dizer algo mais?

O tal diálogo

 ELA: - Por que acha que as pessoas se casam?

ELE: - Paixão.

ELA: - Não.

ELE: - Achei que fosse romântica. Por que então?

ELA: - Porque precisamos de alguém que testemunhe nossa vida. Com bilhões de pessoas no planeta o que a vida de alguém significa? Mas no casamento você promete cuidar de tudo. As coisas boas, as ruins, as terríveis. As coisas mundanas... Tudo isso, o tempo todo, todos os dias. Você está dizendo: "sua vida não passará despercebida, porque eu vou perceber. Sua vida não passará sem testemunho, porque eu serei sua testemunha."

[Diálogo entre Beverly Clark e o detetive que ela contratou para investigar o marido, no filme “Dança Comigo” (Shall We Dance), do diretor Simon Fields.]



Extraído do bloog da eleniita!
(ý)

6 de mai de 2010

Dona desses animais, dona dos seus ideais ♪

5 de mai de 2010

será real?

 
Qual o sentido ou porquê de querermos ter alguém?

não deveria, mas é um sentimento de egoísmo.
porque você pensa que quando estiver difícil de carregar sozinha, quando as lágrimas no seu rosto derramarem sem sua permissão e sua fé estiver fraca, então você terá 'aquela' pessoa.
aquela pessoa que vai secar suas lágrimas, que vai te ajudar a carregar o fardo, que vai fortalecer a sua fé e vai ser sempre quem vai te oferecer o abraço quando você se sentir completamente sozinha.
ter um nome o qual lembrar, um alguém a quem pensar quando você estiver distante da realidade.
quando você estiver no mundo idealizado que você tanto deseja que fosse real.
poder fazer juras do seu maior e eterno amor, que sempre esteve dentro de você pronto a ser doado sem cobrança, sem ciúme, sem medo... você queria apenas compartilhá-lo com alguém que te desse ao menos um abraço sincero e talvez umas e outras palavras de afeto.

amar é querer fazer bem, antes de querer sentir-se bem.
muitos confundem o amor com gostar, com apaixonar-se e até com sentir prazer.
soltam as palavras mais especias do mundo pela boca como se fosse uma mera frase pra deixar alguém mais feliz.
isso só não adianta, como também mais a frente causa desilusões e feridas difíceis de cicatrizar.
o " eu te amo " raramente é sincero, e não é mais o símbolo do amor verdadeiro sendo usado por pessoas imaturas, consideradas amantes amadores.
para mim, estas palavras refletem algo tão poderoso, tão sublime e puro que da minha boca só saem quando realmente forem sinceras.

ter alguém com você o qual você pode compartilhar segredos, sentimentos, dificuldades e conquistas é no mínimo impressionante.
alguém que não tem obrigação alguma de estar ali, mas está e sempre estará, porque ela te ama.
já não tenho a conta de quantas vezes pensei se isso seria real.
se realmente existiria um sentimento tão forte, a ponto de fazer você se sentir a mais especial do mundo e querer tão bem a uma pessoa que seria capaz de TUDO para vê-la sempre feliz.
que acabaria com seu orgulho, com sua tristeza e brigas fúteis, que abriria mão de qualquer coisa para fazer nascer um sorriso no rosto daquela pessoa.

Dizem que ele é como a borboleta.
Não se pode correr atrás e sim esperar que pouse sobre seus ombros.
Vai simplesmente aparecer e arrebatar você por inteiro.

eu seria uma idiota por ainda acreditar nesse sentimento tão cobiçado por todos?
isso não sei, mas tenho certeza de UMA coisa:

vou continuar sendo idiota, sei lá que esse amor um dia bate em minha porta? ;*

4 de mai de 2010

As vezes é preciso


Gostar de alguém, nem sempre é recíproco.
E o que fazer quando não for?
Desistir de fazer alguém que nem te nota, amar você?
Ou lutar pelo amor dessa pessoa, fazendo com que ela se apaixone?
E isso é possível?
Já ouvi pessoas dizerem que o amor se constrói com o tempo.
Eu não acredito nessa afirmação.
Forçar um convívio, um sorriso, um prazer que não existe?
Pode parecer, mas não será amor.
Desistir é sinal de fraqueza?
Também não acredito. Pelo contrário.
Bater no peito e dizer e fazer atos de coragem é fácil.
Difícil é admitir: melhor assim.

Simplicidade


Orgulho de ser brasileiro?
Não, não mesmo, porque existem brasileiros e brasileiros e tem alguns que dão mais vergonha que orgulho.
Orgulho de ser humano, de ser decente, de ser humilde e ter PERSONALIDADE.
Porque eu escrever sobre isso?
Fácil, me impressiona.
No meu blog você só vai ver assuntos assim: que me impressionam pra bem ou mal.
Hoje no caminho de volta pra casa, eu e minha mãe paramos em um trailler que vendia pão com linguiça (coisa de pobre, mas eu AMO) para fazermos um lanche.
Aquilo me impressionou.
Eu estava no centro de BH, um lugar que aonde você olhe, verá prédios enormes e com a mais bela arquitetura, verá lojas e boutiques com as grifes mais caras, verá restaurantes que um prato de comida corresponde a um salário mínimo, verá carros importados e pessoas importantes.
No meio daquilo tudo, daquela realidade vivida por poucos e o mais fantasioso dos sonhos pela maioria estava aquele cara.
Entre tantos restaurantes caros e requintados, montou seu trailler para vender pão com linguiça.
Logo atrás estacionou seu chevette tão tímido perto dos carros importados parados em frente a hotéis de luxo.
Quanta humildade. Isso me dá orgulho.
Enquanto vejo realidades e realidades paro pra pensar muito nisso tudo.
Existem aquelas pessoas que nasceram com suas vidas feitas e realizadas: papai e mamãe riquinhos e ele com sua mesada gastando dinheiro com carros rebaixados e festinhas e raves pra construir uma popularidade pra impressionar não sei quem ou a ele mesmo. Uma satisfação pessoal totalmente irreal.
E existem aquelas pessoas que nasceram sem nada e cresceram e amadureceram e correram atrás dos seus sonhos. Nada foi ganho assim: de mãos beijadas.
Que trabalham e ganham o seu dinheiro, e cada centavo é pago pelo suor derramado pra poder pagar as contas no fim do mês, a faculdade, o aluguel...
Trabalhou, se esforçou, começou de baixo e é de lá que se começa aquelas pessoas que me dão ORGULHO.
Aquele cara, no meio de tantas pessoas ambiciosas e com um olhar superior, estava ali, atendendo seus clientes na maior simpatia, com um sorriso no rosto e com MUITA humildade. Aquela que ninguém a uns 100m dali nem tinha notícia faz tempos.

É por estes e outros motivos que tenho orgulho de ser HUMANA e de não desacreditar totalmente nessa raça.
(ý)