7 de jun de 2013

E isso é só uma questão de opinião (8



Para tudo nessa vida é necessário um ponto de referência.
Alguém que você admire para se inspirar, um sonho para poder alcançar, um local onde chegar, metas a cumprir...
E tudo que você conquista é bom o suficiente ou não, depende desse determinado ponto. Na verdade, esse ponto nos é passado desde que nascemos. Nossos pais nos dão parabéns assim que aprendemos a falar uma palavra, nos dão um pirulito assim que aprendemos a dormir em nossa própria cama e um chocolate quando aprendemos a usar o pinico.
Ganhamos finais de semana de castigo caso não façamos o esperado.
E na verdade, tudo é questão de mérito. Só o referencial que muda.
Aprendi parte disso com meu professor de física: tudo o que perguntávamos para ele de algum exercício, ele respondia: depende, qual é o referencial?
A outra parte disso aprendi com a vida.
Tenho 20 anos e nesse tempo eu: passei em faculdades federais de outras cidades e em estaduais e em particulares inclusive em 1° e 2°'s lugares, realizei cursos de informática, curso de violão, desenho de moda, photoshop, passei em concurso público, consegui empregos devido ao meu esforço e dedicação.
Hoje, faço faculdade e estágio na área que sempre escolhi, além do meu curso técnico em administração.
Me sinto, por enquanto, realizada.
Não tive pais para me definir uma meta, um ponto de referência definido. Eu mesma decidi meu referencial e é alto.
Hoje em dia ouço amigos me contando suas realizações e o quanto ficam alegres em conseguí-las e não é por desdém ou algo parecido... mas não acho nada demais as 'grandes' conquistas dessas pessoas.
"Ah, passei em 13° lugar em uma faculdade privada, passei na legislação com 27, consegui passar de ano no ensino médio..." pessoas me contam.
Repito, não retirando o mérito de ninguém... mas tudo isso eu fiz e melhor. Na verdade, nem parabéns levei por isso, rs.
Mas é tudo referencial. Eu não me arrependo de ter optado por uma referência tão alta... buscando mais, obterei mais também. Só que também sinto falta daquilo que vi em muitas pessoas: estou satisfeita com o que fiz, fui muito bem, meus pais estão orgulhosos de mim, etc. Será que valeu/vale a pena?

Tudo na vida tem seu lado negativo e postivo não é mesmo?
É só uma questão de opinião, de qualquer forma.

Tá tudo certo, mas não sei o que dizer

Eu sei que ando meio repetitiva.
E pior: não é só aqui no blog, é no geral. No trabalho, na rodinha de amigos, na faculdade...
O papo é sempre o mesmo --'
Muitos trabalhos na faculdade, semana de provas, tensão em problemas em casa, vida que segue.
A gente sempre espera que nosso namoro seja uma fortaleza. Acreditamos que todos os problemas que vivemos, o amor que recebemos e doamos em um relacionamento e em amizades também, seja capaz de resolver ou de fazer esquecer. Na verdade, não o amor e sim o parceiro ou amigo.
Mas quero te contar uma coisa: no seu namoro e nas suas amizades também vão acontecer problemas e vocês enfrentarão dificuldades. Muitas vezes será sim seu refúgio, mas terá vezes que nem ele te dará um conforto.
É egoísmo pensar apenas na nossa alegria, no nosso bem estar. É egoísmo pensar que seu amigo ou seu namorado sempre estará bem e disposto a te ouvir e ajudar quando você estiver mal... e se não for um bom dia para ele, já pensou nisso? E se tiver acontecido algo e ele estiver triste tanto quanto ou mais que você?
É nessas hora que temos que lembrar que nosso parceiro e nosso amigos também são humano, eles também cometem falhas como você. O único que estará sempre disponível e que jamais erra, é este mesmo que você deve procurar para conseguir solucionar seus problemas e desabafar um coração angustiado. DEUS.


Hoje, eu preciso dele mais do que qualquer outro dia.
E amanhã eu vou precisar dele ainda mais e mais e mais.