17 de dez de 2009

como se fosse pra você, mas não é.

Isso mesmo. Sou orgulhosa e até demais.
Então, vou escrever o que sinto agora porque não consigo mais guardar pra mim.
Mas não, não é pra você.
E você sabe, se fosse pra você, eu nunca falaria.

O que eu sinto agora é inexplicável.
Você nem tem noção de quantas vezes apaguei e reescrevi isso aqui.
Porque tudo que escrever não vai estar a altura do que eu sinto.
Você duvida. Você desacredita do meu sentimento e do que digo...
O que eu posso fazer?
Não sei se demonstro o que sinto do jeio que tem que ser, não sei se faço da maneira certa, mas te amo. Do meu jeito, mas amo.
Quando fecho os olhos e penso em você é como se todos os problemas sumissem.
É como se só existisse eu e você.
Quando penso que tenho você comigo, sei que sou capaz de fazer de tudo.
De passar por cima de qualquer obstáculo, de vencer qualquer barreira, de ganhar de todos os meus adversários.
Me sinto capaz de voar, de ser mais feliz que todos no mundo. Se isso é possível.
Aliás, é possível. Porque quando estou com você é isso que sou. A pessoa mais feliz do mundo.
Não sei se o futuro reserva isso pra gente. Nem sei se ele quer que fiquemos juntos.
Isso só o tempo vai dizer. Mas eu acredito que quem faz nossos destinos, somos nós.
E se depender de mim... você sabe.

Não consigo explicar. Não consigo definir esse sentimento.
Confesso que não sei se é amor.
Ás vezes o amor parece tão pequeno perto dele.

Sou capaz de tudo por você. Só de imaginar te perder, me perco.
Sem você eu não sou.
Sem você eu não existo.
Não ligo se você não me amar. Não ligo se você me esquecer. Não ligo se você arrumar outro alguém.
Te quero feliz. Dá pra entender? Te quero bem, mesmo que me doa essa felicidade. Mas te quero bem.
Sinto que vou te carregar pra sempre em mim. Como uma tatuagem.
Não sai. Tá gravado, incravado, enraizado em mim.
Problemas, discussões, brigas?
Isso tudo é tão pequeno perto do que sinto.
Causa feridas. Não vou dizer que fico ilesa a isso...
Mas o que você me faz sentir, releva tudo isso.

Não consigo decifrar. Não sei me explicar.
Você me faz bem até sem querer.

Não sei mais o que falar.
Nem tenho palavras pra dizer.
Se você pudesse me entender...

Pudesse entender que...
só de olhar nos seus olhos tenho uma razão pra acreditar em sentimento.
Que só em um abraço você me transmite toda a força que preciso.
Que em uma palavra você me faz a pessoa mais feliz do mundo.
Que em um beijo seu, eu sinto que você é a minha vida e não há outro motivo no mundo que me faça respirar e ter força pra viver cada dia.

Queria te fazer entender.
Será que tudo isso teve(terá) fim?

- the end.

16 de dez de 2009

murro em pontα de fαcα

É isso que eu vivo fαzendo.
E tenho certezα que muitos que vαõ ler isso αqui vαõ dizer: é, eu tαmbém.
Porque é α mαis purα verdαde.
Vivemos insistindo em coisas que lá no nosso íntimo, temos certeza que nunca vai dar certo, mas a gente tenta, a gente insiste. E se der errado, a gente vai e tenta de novo.
Não cansamos.
Eu acho que cansei.
Porque como diz o título desta post, dar murro em ponta de faca nunca rendeu nada.
Pelo contrário, você só se prejudica. Se machuca.
E eu já tô muito machucada.
Essa falsa esperança que sempre temos de que "agora vai ser diferente" não existe.
Porque que a gente gosta de se enganar? De viver nesse mundo de fantasia?
De pensar que amor é eterno, que vamos ser felizes para sempre...
Por quê? Isso a gente só vê em novelas e a cada dia que passo perco mais o interesse por este tipo de programa.
Filmes, novelas só servem para você fantasiar uma felicidade que não tem.
Ou você acha que o Reynaldo Janeckine vai pegar todas na novela, mas no final ele vai casar com uma só e se apaixonar pra sempre?
Ou então você acredita que aquela garota vai mesmo abandonar a família, amigos e um garoto apaixonado por ela, pra tentar conseguir o coração do menino mais disputado da série?
Ou ainda que a menina mais feia do colégio, no final vai se transformar na mais gata de todas e pegar o cara mais lindo e popular da escola?
Tô cansada de pensar que o final sempre vai ser felizes para sempre e to percebendo da pior maneira possível que isso é mentira, e das bravas.
Por amor ou algum outro sentimento você foge de tudo que acredita, de tudo que você sempre achou certo, dos teus conceitos, da tua consciência pra poder fazer esse amor ser real.
Pra poder fazer a outra pessoa feliz, você se contradiz, você abre mαõ do seu orgulho, você pede desculpas mesmo sabendo estar certa, só pra não brigar, não discutir, e ficar bem com quem você ama.
Mas se isso é amor mesmo como dizem, desgasta muito a gente, muito mesmo.
Pois ele nunca vai estar saciado. Nunca vai achar suficiente o que você fizer.
E aí vem as brigas, as discussões, as quais o "amor eterno" nunca está totalmente preparado.
Não me digam que estou fria. Não me digam que desacreditei nesse sentimento.
Mas até que me prove o contrário, é isso que penso.

Aos que amam e está tudo lindo, PARABÉNS.
Você é um dos poucos, e aproveita essa fase.. você nunca sabe o que pode acontecer depois.

Eu continuo seguindo.. e a verdade sempre aparece cedo ou mais tarde não é o que dizem?
Se for mentira tudo o que eu escrevi, um dia eu descubro.
Errar é humano, persistir no erro.. é burrice meu caro.

bjs ;*