11 de jan de 2011

comunidades, status, orkut e outros relacionamentos

Já não consigo me lembrar da época que namoro era algo sério, que o garoto pedia a mão da mocinha pra família e andar de mãos dadas era algo mágico. Aquela época em que um pedido de namoro era a entrada para um pedido de noivado que renderia um belo casamento. Tudo bem que antigamente até os motivos de se casar eram outros... o marido que te desse uma boa vida e ganhasse muito dinheiro era um ótimo partido. Mas também existiam os casos em que o amor era o maior interesse entre um casal.
Hoje em dia o ápice de um 'relacionamento', se é que podemos chamar assim, é mudar o status do orkut para "namorando".
Se é que podemos chamar de relacionamento o que hoje em dia consideram o namoro. Hoje em dia, trocar de namorado é quase mais comum do que trocar o sapato do inverno pelo do verão, porque é o que está na moda.
Mostrar ás pessoas que você está namorando com um cara é quase mais importante do que o próprio cara. As pessoas se importam mais com um status do que com o seu parceiro --'
ALOU, como isso foi acontecer? Como que antigamente um beijo era muito difícil de ser conquistado e hoje em dia se encontra na boca de qualquer um? Como que antes, nos guardávamos para um garoto que realmente amássemos e sonhávamos com o tão esperado casamento e hoje é mais fácil encontrar uma garota de 15 anos com uma doença sexualmente transmissível do que uma virgem?
Comunidades revelam muito o que pensamos, somos e acreditamos.
Entrar numa comunidade que diz: sou gatinha, sou linda e me garanto não dirá o que de melhor você tem né? HUMILDADE
Entrar numa comunidade que diz: Chefe é um porre, é uma ótima forma de perder o emprego que você custou a conseguir depois de adicionar seu patrão no orkut.
Entrar numa comunidade que ofende outra pessoa/religião/sexualidade é uma forma de ser chamado: preconceituoso.
Redes de relacionamento servem pra muitas coisas hoje em dia, não é mais apenas uma forma de se manter contato com amigos e parentes afastados mas também, de se conhecer pessoas, fazer novas amizades e até receber oportunidades de emprego e estudo.
O problema é que 90% vêem orkut, facebook, twitter e etc como forma de zuar e se exibir.
Os 10% que os usam de forma bacana, saudável e correta é raríssimo de se ver.
Hoje em dia é mais fácil se relacionar por orkut e twitter do que pessoalmente.
Se namora para mostrar para outras pessoas. Se tiram fotos não como lembrança, mas para poder provar para as pessoas que duvidarem, de que de fato aquilo aconteceu. Se muda o status de relacionamento no orkut para fazer inveja em suas 'amigas'.
Você está fazendo isso ERRADO.

Quando vamos viver para nós mesmos e não para outras pessoas?
Quando vamos começar a viver e não apenas PARECER viver?
Parecer ser feliz, parecer amar, parecer curtir?

2 comentários:

  1. Cai da cadeira.
    Nunca havia visto um texto tão profundo sobre o assunto. Você está coberta de razão pois hoje um namoro sério é muito mais difícil e pra piorar até a fidelidade é vista como errada. Não sei em que parte nossa geração banalizou o amor,mas eu sei que não sigo moda, não sou assim.

    Beijocas

    ~>http://alicebalbinocullen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Own, muito obrigada pelo elogio Bia!
    Bondade sua (:
    De fato, abordar esse assun hoje em dia é sair da moda e falar de coisa antiga né?
    Que pena! Mas sou das antigas mesmo! HAHA'
    Que bom que você é assim do jeito que é, admiro ter leitoras assim ^^
    Grande beijo!

    =*

    ResponderExcluir

\õ/