14 de jul de 2013

Máquina do tempo

Hoje eu estou um pouco triste.
Me lembrei de coisas que me deixam mal e que prometi me esquecer, ou apenas não lembrar.
Chorei, me afundei na cama, não encontrei UM filme bom o suficiente pra me arrancar alguma reação, nenhum programa bom na TV e a rádio tocava músicas que me arrancavam mais choro.
Comi tudo que existia na cozinha e quando me via sem ter o que fazer, pensava em comer de novo. Peguei um bom livro pra ler, mas não consegui passar de duas linhas e minha atenção voou pra não sei onde e optei por não ler hoje.
Joguei alguns jogos bobos no celular, vi alguns vídeos bobos no youtube e de novo... me vi sem ter o que fazer e me lembrando de coisas tristes e pensando no futuro.
Queria ter certeza das minhas escolhas, não ter medo de falhar, poder confiar nas pessoas e em mim.
Queria tanto ter o poder de mudar as coisas, de poder voltar no tempo, de fazer tudo dar certo do jeito que pensei...
Queria não me decepcionar com as pessoas. E não decepcioná-las.
Mas sei que é impossível. Estou ciente que a vida é assim e que precisamos encontrar outras soluções, viáveis e possíveis para nossos dilemas.

Esse tal perfeccionismo de virgem é muito doloroso. Poderia voltar no tempo e mudar meu signo.
Ah, mas me lembrei... não tenho uma máquina do tempo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

\õ/