12 de nov de 2013

BELIEVE


Ouço muita coisa de muita gente.
Essas muitas coisas acrescentam e me ajudam a formar e modificar minha personalidade ao longo do tempo. Crescemos com os conceitos aprendidos pelos nosso pais, fortalecemos ou mudamos eles ao com o aprendido pela família, pelos amigos, professores, etc.
Ultimamente tenho ouvido muita coisa ruim. Coisas de pessoas que, simplesmente desmoronam toda o conceito de caráter, de pessoas boas, de confiança que um dia, eu já pensei realmente existir.
É triste isso. É como quando você descobre que o Papai Noel nunca existiu ou entregou os presentes na sua casa, que o coelhindo da páscoa não traz os seus ovos de chocolate, que não foi uma fada que te entregou a moeda de 1 real em troca do seu dente de leite.
É triste saber que todas as pessoas: mentem, enganam, traem, invejam...
COMPLICADO.

Uma vez li uma reportagem de uma revista científica e descobri que o tal: "me diga com quem andas, que te direi quem és" é verdade. O ser humano tem essa tendência a imitar o comportamento do outro.
Então... se ando com um certo tipo de gente, isso influenciará em mim?
Em certa parte sim. Mas pense positivo! Você também vai influenciar essa pessoa.
Então, você precisa agir de acordo com o que admira.
É difícil viu? Não pense que é assim tão simples, não se deixar influenciar.
Algo que para você era repugnante, pode se tornar natural.

Eu confesso: perdi parte da minha fé nas pessoas.
Pelo que já ouvi, já vivi. Pelas decepções que já tive e que já causei... eu simplesmente acho que os outros agem e magoam outros sem pensar. Nunca pensam... nunca pensam como pode magoar, como pode afetar palavras e atitudes nossas em outras pessoas.

Me perguntam o porque tatuei BELIEVE no meu pulso...
Por isso. Para que eu não deixe de acreditar nas pessoas, nos momentos bons, na vida.




A arte de viver é simplesmente a arte de conviver ... simplesmente, disse eu? Mas como é difícil!
Mario Quintana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

\õ/