12 de set de 2010

Momento ferida


Não lembramos de algumas pessoas se não fossem momentos que marcaram.
Para alguém se tornar especial pra você, precisam ter um momento em que ocorra algo especial entre vocês.
No entanto, os momentos tornam as pessoas especiais e o vice versa também vale.
Existe aquele instante mágico, em que você se sente uma criança feliz, com os olhos brilhando de emoção, o coração saltitando de alegria e aquele friozinho na barriga que faz com que aquele momento e aquela pessoa marquem sua memória e seus sentimentos; como o som de uma caixinha de música leva á nossa mente as lembranças de um dia feliz.
Existe também, aquele momento que se ouve uma palavra, que se presencia uma cena, que se fala o que não queria, que se discute, que se ilude... estes marcam sua memória e seus sentimentos de tal forma que se torna uma ferida.
Ferida sensível e esquecida, mas que mesmo com o passar dos anos ainda sangra quando tocada.
Esses momentos são o meu tormento. Creio que tenho tantas feridas que não são capazas mais de cicatrizarem e o passar do tempo só vem me deixando mais machucada.
A única coisa que me sustenta e me faz seguir em frente são as recordações e momentos felizes.
Quando estou me sentindo muito machucada, quando vejo as feridas tomando conta do corpo e alma, abro minha caixinha de música e com ela, as lembranças de um tempo bom, a nostalgia de um sorriso, a falta daquele abraço, aquele amor tão sincero que recebi vêm a tona com a música.
O som dessa música alivia a dor, mas não cura a ferida.

Não machuque sem saber, não faça nada sem um porquê, não venha se arrepender depois.
Palavras e atitudes, uma vez ditas e tomadas, não voltam atrás.
Agora está tudo mais claro, é por isso que me identifico tanto com elas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

\õ/