14 de out de 2010

dedo podre

 Queria dizer que inauguraria o término da minha fase depressão no blog com um post de algo SUPER alegre.
SHAUSHAUSHAUS'
ok, não vou.
Quem sabe o próximo? :D
Mas é que estou chateada. Chateada comigo mesma.
Algumas coisas que aconteceram, me mostraram que eu não tenho a maturidade que pensava ter.
Podem achar arrogância, mas nem é.
Eu não vou dizer que sou uma pessoa hiper experiente e que sabe tudo da vida porque estaria mentindo... ainda tenho muito o que viver e aprender.
Mas também não sou nenhuma criança ou pré-adolescente que só pensa em coisas fúteis, festinhas, bebidas, sexo e micaretas.
Sei que em qualquer rodinha de amigos que eu entre, terei assunto com eles pois sei debater sobre todos com muita clareza.
Tenho minha opinião, conceitos e caráter muito bem formados e sempre postos á prova. Sei lidar com meus problemas, meus dilemas e consigo geralmente encontrar uma solução sem muito alarde.
Mas tenho um sério problema: deposito muita confiança nas pessoas erradas.
E tenho consciência do meu erro, mas continuo o cometendo.
Acho sempre que por um olhar, por uma palavra, por um sentimento, alguém consegue demonstrar o que é.
Eu sou assim, meu jeito é esse e essa sou eu.
Sempre erro, sempre falho nos meus julgamentos.
Criança, infantil.
Ele é, eu sou.
Ele de fingir ser quem não é, eu de ter acreditado e ter sido sempre eu mesma.
Não é nada daquilo que pensei e se pensa que me magoou, está enganado.
Estou magoada, mas comigo. Porque de novo, apontei e escolhi a pessoa errada.
Era igual, senão pior a todos os outros.
Aparentaava uma idade, mostrava ser alguém maduro e sincero.
Me mostrou uma identidade falsa, se mostrou inconsequente e ambíguo.
Dedo podre. Eu tenho um dedo podre pra escolher amigos e amores.
Eu não canso de falhar. Alguém existe e eu sei, alguém que mostra o que é.
Sem máscara, sem mentira, sem imaturidade.

"Cresça, independente do que aconteça" ♫
Que ao menos eu tenha passado pela sua vida e te passado algo de bom.
Que a minha (i)maturidade possa ter te deixado uma lembrança boa...
Que isso tudo se acrescente na minha bagagem como aprendizado e nada mais.

As mágoas da minha vida são como nuvens carregadas... podem até derramar alguma chuva, mas logo cessarão.
Espera que o sol já vem.

2 comentários:

  1. tah que nem eu então... eu tbm tenho dedo podre, mas soh pra amores, garotos... mas espero para o meu e o seu bem, e para o coração, que isso passe... kkk

    ResponderExcluir
  2. COM TODA A CERTEZA DESSE MUNDO hahahaha *-*

    ResponderExcluir

\õ/