16 de nov de 2010

suspense de um caso de amor



Um olhar, um sorriso.
Tão pouco já diz tanta coisa.
É engraçado, eu querer saber dos seus passos, de onde e com quem deve estar.
Estranho ficar imaginando se está pensando em mim também.
Rápido, incontrolável, instantâneo, inconveniente.
Um sorriso, um olhar.
Isso tudo diz tão pouco.
Empolgante não saber o desenrolar dessa história.
Excitante saber que pode acontecer.
Desestimulante saber que pode terminar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

\õ/