11 de jun de 2011

Carta ao meu Deus

Deus meu,

Certa vez ouvi alguém dizer que o Senhor não nos dá cruz que não possamos carregar...
pois digo que a minha anda bem pesada meu Pai e o caminho anda difícil.
Também já ouvi dizer que nos momentos mais complicados o Senhor não anda ao nosso lado e sim nos carrega em Teus fortes braços...
pois digo que meus pés estão doendo e preciso do Teu colo, acho que todo o resto me impede de ver o Senhor me abraçando.
Ando com uma série de problemas meu Deus, dificuldades que parecem me engolir e não consigo achar solução para elas.
Parece que não há ninguém que possa me ajudar, parece que meus amigos estão muito ocupados com os seus problemas e meu Deus, não quero atrapalhá-los já que não ajudo muito, parece que os dias não se passam ou então correm tanto que não os vejo.
Pai, anda tão difícil encarar isso sozinha. Vejo que o Senhor põe os teus anjos ao meu redor, vejo meu namorado, vejo alguns amigos que insistem em aguentar meu temperamento forte, vejo minha família disposta a me ajudar sempre, vejo algumas oportunidades... mas sempre penso que posso resolver sozinha, que não preciso de ajuda e de ninguém.
Penso que só o Senhor pode me ajudar e na maioria das vezes, acho que está tão ocupado que não pode parar pra ouvir minhas lamúrias, minhas orações e pedidos... ás vezes tão fúteis.
Falho tanto, peco e peço perdão e peco de novo e de novo. Não sei porque o Senhor me ama tanto, não sou digna.
Desconfio até mesmo que o Senhor existe algumas vezes. Brigo, grito com o Senhor quando algo de ruim me acontece. Fico chateada quando não recebo minha bênção como se fosse obrigação o Senhor lembrar de mim o tempo todo.
Sou uma filha muito mimada meu Deus e ainda não vejo o que o Senhor faz por mim todos os dias.
Paro pra pensar e vejo como me presenteia e ama todos os dias, me dando saúde, me dando amor, me dando carinho, me dando a vida.
Tem dia que durmo até sem vir te agradecer, tem dia que como do bem e do melhor e não me lembro de dizer obrigada.
As vezes me bate uma angústia, de saber que não ando tão ao seu lado... de saber que mesmo eu estando afastada e me esquecendo de quem nunca me esquece, o Senhor ainda me ama e cuida de mim.
Porque? Não sei, nunca vou entender tamanho amor.
Só espero que o não deixe de me amar, pai.
Espero que tenha misericórdia de mim e quando eu me irar, quando eu pecar, quando eu falhar e precisar do Senhor para me levantar, Esteja ali ao lado para estender Tua mão e me guiar.
Aí no céu deve ser muito bom não é mesmo? Então volte logo Pai e busque os seus.
Aí no céu não deve haver tanta dúvida, tanta dificuldade, tanta angústia, tanto sentimento ruim, tanta gente má.
Aguardo ansiosa a Tua volta...

"Como um farol que brilha a noite,
como ponte sobre as águas,
como abrigo no deserto,
como flecha que acerta o alvo,
eu quero ser usada da maneira que Te agrade em qualquer hora e em qualquer lugar
Eis aqui a minha vida, usa-me Senhor."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

\õ/