10 de jul de 2011

Dececando Lulu Santos e analisando Fortunato


Já não tenho dedos pra contar
De quantos barrancos despenquei
E quantas pedras me atiraram
Ou quantas atirei


Entre trancos e barrancos lá vou eu e vou mesmo... o mundo não pára pra te esperar levantar e andar novamente, ele não espera você se recuperar. Você é julgado o tempo todo e julga também. Julga capa pelo livro, julga caráter por cor, julga personalidade por primeira impressão. A vida não é fácil e ninguém te disse que seria... assim que se levantar de um tombo, não haverá braços para te ajudar e sim pedras a te receber, uma espécie de boas vindas á realidade.

Tanta farpa tanta mentira
Tanta falta do que dizer
Nem sempre é "so easy" se viver

Hoje eu não consigo mais lembrar
De quantas janelas me atirei
E quanto rastro de incompreensão
Eu já deixei



As pessoas são más, são perversas. As pessoas normais são assim, a loucura é verdade, é intenso, é inteiro. Sanidade é para fracos, é para quem tem medo de arriscar, de viver a realidade e mentem para si e para outros, isso torna as coisas mais fáceis. Não é fácil se viver, não é fácil ser crazy ;)
Não é fácil também, fazer as pessoas entenderem isso. Método alternativo de se viver. Há quem compreenda e há quem condene... esses são os normais.


Tantos bons quanto maus motivos
Tantas vezes desilusão
Quase nunca a vida é um balão


Só desilusão. Sempre esperar demais dá isso: desilusão, decepção.
Sempre espero demais, espero o mínimo. Meu mínimo é muito.


Mas o teu amor me cura
De uma loucura qualquer
É encostar no seu peito
E se isso for algum defeito
Por mim tudo bem

 
Tirando tudo o que há de ruim no mundo, sobra você. Sobra o que há de melhor pra mim, o único que não taca pedras, que não te empurra do barranco, que não te joga na cara seus erros. Aquele que estende o braço, aquele que te livra da eloquencia da normalidade, aquele que ri de coisas toscas, aquele que é teu riso, que é teu guia. VOCÊ.


Você é minha cura, minha doença, você é o começo e o fim, você é o motivo e a razão.
Então me abraça forte e diz que tudo vai dar certo, porque não confio em pessoas normais... mas confio em você.

2 comentários:

  1. a normalidade é a saida dos covardes, que nao tem coragem de ser livres, de ser feliz, preferem a rotina que os deixam decadentes, os deixam normais de mais para serem feliz, aquele que sempre quer vitoria vai sempre perder a gloria de chorar...viver e não ter vergonha de ser feliz !

    ResponderExcluir

\õ/