18 de ago de 2011

Não escolhi

Ninguém comanda sentimento, se comandasse seria tudo tão mais simples... ou não.

Não escolhi me apaixonar, não escolhi me sentir tão bem ao seu lado, não escolhi sentir tanta saudade, não escolhi te abraçar e me perder nos seus braços... não escolhi nada disso.
Não escolhi o agora, não escolhi confessar, não escolhi ir e vir mas sempre voltar pra você.
Não escolhi sentir ciúme, não escolhi querer sua atenção toda voltada pra mim, não escolhi mais que amizade.

Se parar pra pensar confude tanto, então não vou pensar.
Não escolhi nada disso, mas quem fez e faz essas escolhas é o meu coração e nele (in)felizmente não há rédias, ele comanda tudo o que sinto e quem sou eu pra dizer não?

De agora em diante, vou me permitir sentir... nada disso de deixar pra lá.
Afinal, porque não amar?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

\õ/