16 de out de 2011

Balas de maçã verde

Sei que tenho a capacidade de amar, de fazer alguém sorrir, de estar ao lado para ajudar no que for preciso.
Posso ser uma ótima companheira, uma namorada carinhosa e não tão grudenta, sei dosar meu ciúme e insegurança, sei ser simpática com todos mesmo não gostando de um e outro.
Mas sinto que tudo isso não vale a pena por todo o resto.
É como se você pagasse por um pacote inteiro de balas macias, mas só gostasse das de maçã verde.
O que fazer com todo o resto de balas? O que fazer com o resto de mim?
Com meu orgulho sem tamanho, com minhas crises nervosas, com meu humor instável, com minha carência insaciável, com meus traumas, com minha necessidade de autismo de vez em quando, com a vontade gritante de liberdade e de meus momentos de querer alguém que me privasse um pouco, que sentisse ciúmes de mim, que não quisesse dividir a minha atenção com o resto do mundo?
Não vale a pena.
Alguns que passaram pela minha vida mereciam um saco de balas variadas... mas aqueles com quem estive durante mais tempo, aqueles que ouviram da minha boca: você é especial para mim, saibam que eu não menti. Se tudo teve fim é porque percebi: você merece só bala de maçã verde. Você merece o melhor e eu não sou ele.
Te garanto que não sou só esse poço de defeitos, sei que tenho lá minhas qualidades... mas elas não conseguem esconder tudo o que sou de verdade.
Quase que sinto como se eu fosse uma embalagem de bala vazia, nem sei se tenho algum sabor, não sei se adocei a vida de alguém ou se fui pura decepção ao ver um papel sem conteúdo... espero que não.
Já provei de muitas balas, já tive minhas decepções... já provei um sabor e percebi que era outro, já esperei maçã verde e recebi hortelã, já esperei qualquer sabor e não ganhei nada.
Eu amo bala de maçã verde e já encontrei uma e outra por aí...
Mas no final, acabo achando que não mereço.
São muitos os motivos que dei por conta de términos, são muitas razões dentro de tudo isso... mas a verdade maior é essa.
Acho que não mereço tanta bala.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

\õ/