4 de dez de 2011

CIÚMES

Esse sentimento é condenado pela maioria das pessoas...
Dizem que é coisa de gente insegura, imatura, que não confia em seu par ou no seu taco.
É, pois estou aqui para me redimir... pois pensava exatamente assim.
PENSAVA.
Porque depois que sentimos, que entendemos como esse sentimento é.
Meu medo não foi traição, não foi perder atenção. Meu medo foi outro.
Foi perceber que talvez tudo o que sinto por aquela pessoa não seja o suficiente para deixá-la feliz.
Foi pensar que outra pessoa poderia aparecer e roubar de mim o que demorei tanto para conquistar.
Foi medo do que considero ser só meu, poder ser de outra pessoa.
Foi insegurança da minha parte? Também pode ser.
Não foi nada grande o suficiente para abalar o relacionamento ou o que sentimos um pelo outro.
Mas confesso, abalou a mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

\õ/