6 de mar de 2012

Sempre disse que quero escrever meu livro por volta dos 40,50 anos porque assim teria muitas histórias para contar... mas me enganei. Eis aqui eu, com um passo para meus 20 e tendo tanta bagagem, tanta coisa a dizer que gastaria livros, enciclopédias e por aí vai.
A cada dia se aprende um pouco mais, errando ou não aprendemos.

Mas sempre acreditei na utopia de um livro que fosse mais como um conto de fadas.
Por mais que a mocinha sofresse e encarasse muitos vilões e situações horríveis, ela daria a volta por cima graças aos seus verdadeiros amigos e seu amor que junto com ela, seria feliz para sempre.
Não sei se é bem assim, porque meu livro é como se cada dia fosse como ler 300 páginas do primeiro capítulo... ainda tem muita coisa pela frente como dá para perceber.
 Não sei se o felizes para sempre vai acontecer no final, espero que sim... o jeito é ir lendo, ir vivendo para ver o que dá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

\õ/