16 de mar de 2012

Mente que vaga

Sei que parece clichê, mas a culpa não é sua.
Prefiro pensar que também não é minha. A culpada da história é minha mente.
Não posso me acostumar, não posso considerar rotineiro, não posso achar monótono que minha mente vagueia. E ela não pode vagar.
Quando minha mente vagueia, ela consegue pensar em "n" possiblidades de estar mais feliz do que está agora, naquele momento.
Ela consegue pensar em outras situações, outros sorrisos, outros lugares, outras pessoas...
Te peço, não deixe minha mente vagar.
Não quero pensar que poderia estar mais feliz do que agora, até porque acho que não conseguiria sorrir mais sinceramente do que sorrio hoje... mas minha mente sempre pensa o contrário.
Ela sempre fez isso. Todas as outras vezes, ela fez isso.

Não deixe minha mente vagar.
Por favor, não me deixe partir.

3 comentários:

  1. Por que não?
    Deixar a mente vagar; nos trás possibilidades, para pensarmos em algo que poderia ser melhor do que agora, como diria os japoneses "temos que pensar em melhorar sempre", nossa mente consumista nos remete à pensamentos de sempre termos algo que supere o que temos agora, não creio que esse tipo de pensamento seja equivocado, afinal, acredito que ele faça parte da natureza humana e se negarmos nossa natureza o incomodo será ainda pior, não pense que algo poderia ser melhor, simplesmente faça esse algo ser melhor.

    ResponderExcluir
  2. tempão que ao comento né???
    deu aloka hj
    acho que gostei do post

    ResponderExcluir
  3. que liindoooooooooooo
    anos que vc não comenta nada que escrevo
    bom saber que ainda tá aqui *-*
    sinto saudade da proximidade, mas obrigada pelo comentário msm assim
    é ótimo saber que ainda me lê!

    ResponderExcluir

\õ/